FANDOM


Histórico Político Editar

2005

Aproveitou a fragilidade política causada pela crise no governo (ver Escândalo do Mensalão e Escândalo dos Correios) para apoiar a aprovação um aumento do salário mínimo de R$300 para R$384,29, projeto proposto pelo ACM e que causaria um rombo de R$16,4 bilhões.
Foi aprovado no Senado mas derrubado na semana seguinte pelo governo na Câmara por uma manobra regimental e apoio dos partidos de oposição.
  • Veja: "Molecagem no Plenário" - Edição 1918, 17 de agosto de 2005, página 80